O dia começou agitado no distrito Federal. Na manhã desta quinta-feira (6) o ministério Publico Federal e a polícia Civil iniciaram a segunda fase de investigação da Máfia das Próteses, entre os alvos está o Hospital Daher no Lago Sul.

Os agentes cumpriram sete mandados de condução coercitiva e cinco de busca e apreensão. Segundo o Ministério Público, os denunciados constituíram grupo voltado para obtenção de ganhos e vantagens ilícitas em prejuízo de planos de saúde e de pacientes.

De acordo com as investigações, esses médicos recebiam indevidamente 30% do total de cada cirurgia.

Jornal alô Brasília